Transformao do sistema de Videovigilncia do setor Bancrio na Nicargua com Hanwha Techwin - NetSeg

Transformação do sistema de Videovigilância do setor Bancário na Nicarágua com Hanwha Techwin

Financeiro | 2020-07-29

Por: Luis Miguel Dávila, Gerente de Vendas e Engenharia da Hanwha Techwin para a América Central.

Nesse processo, os bancos não apenas mudaram de marca, mas também migraram para a tecnologia IP.

A capacidade dos sistemas de vigilância por vídeo baseados em redes IP transformou a maneira pela qual o gerenciamento de segurança dos bancos garante a proteção de ativos e pessoas. O centro de monitoramento de uma instituição bancária tem acesso imediato a partir de qualquer site a imagens de resolução muito alta que permitem analisar qualquer incidente e enviar as evidências para a polícia ou órgão regulador com base em especialistas. Isso é confirmado hoje por um dos países da região.

Em 2016, o sistema de videovigilância de um dos principais bancos da Nicarágua iniciou o processo de migração para as soluções da Hanwha Techwin. Quatro anos depois, 80% do setor bancário deste país concluiu esta etapa, que inclui a adoção da tecnologia IP.

Para realizar esse grande projeto, cada produto passou por rigorosos processos de avaliação por cada instituição financeira. Os diretores de segurança, juntamente com seus engenheiros especializados em segurança bancária eletrônica, testaram e certificaram cada uma das soluções para cada aplicativo nesta vertical.

Uma das demos instaladas foram as câmeras Fisheye, que podem ter visão com um excelente nível de detalhe e, além disso, possuem análises como gerenciamento de linhas, contagem de pessoas e mapa de calor. Eles oferecem resolução ultra alta de até 12 megapixels com uma visão completa de 360 graus, sem pontos cegos.

No caso de caixas automáticos (ATMs), graças à câmera Pinhole modelo XNB-6001, foi possível obter imagens nítidas dos rostos dos usuários. A essa solução, foram adicionadas câmeras da série Q anti-vandalismo que monitoram o dispensador de dinheiro e o próprio caixa eletrônico em tempo hábil.

Essas tecnologias foram integradas ao nosso gravador NVR, modelo XRN-410S, que através de suas entradas de alarme permite a integração de sensores de terceiros contra roubo e clonagem de cartão de crédito, centralizados em todo o software VMS WISENET WAVE, que gerencia o vídeo e alertas nos centros de monitoramento.

Outra das questões críticas solucionadas foi a possível fraude nas agências. A série Q garantiu a cobertura de duas caixas de atendimento ao cliente para cada câmera, que através de imagens nítidas podem monitorar e fornecer resolução para reclamações e investigações desse tipo.

Um alto nível de serviço com a melhor tecnologia

Um dos principais diferenciais que nos permitiram ser considerados pelo setor bancário foi o alto nível de serviço, aliado aos produtos com a melhor tecnologia da empresa. Entre todos os desafios, o principal foi o desenvolvimento de uma estratégia que permitisse a migração com o menor impacto possível nas operações de segurança dos clientes.

Com o uso de nossos codificadores (dispositivo que codifica os sinais das câmeras analógicas de CFTV para sinais de vídeo digital para transmiti-los através de redes IP padrão), foi possível integrar as câmeras analógicas existentes nos sites bancários aos novos gravadores com tecnologia IP. Dessa maneira, as câmeras das áreas mais importantes, como caixas, cofres e caixas eletrônicos, passaram gradualmente para a tecnologia IP.

Um dos grandes temores das unidades de segurança dos bancos foi perder o controle da administração dos sistemas. Os gerentes e engenheiros de segurança acreditavam que a mudança para a tecnologia IP seria mais dependente das unidades de TI de suas instituições.

No entanto, devido à segmentação de rede permitida pelos gravadores Hanwha Techwin, isso não foi um problema. No equipamento, a rede de câmeras IP pode ser gerenciada completamente separada da rede corporativa dos bancos, mantendo o controle da atribuição de portas e IP para as câmeras nas mãos das unidades de segurança.

Largura de banda, armazenamento e expansão para bancos na região

Não podemos ignorar um dos principais problemas tecnológicos da América Latina: largura de banda e custos de armazenamento. Como nossos produtos possuem o codec H.265, além do codec inteligente proprietário WiseStream, você pode economizar 75% de largura de banda e armazenamento com o WiseStream I e 99% de largura de banda e armazenamento com o WiseStream II.

Essa tecnologia foi uma das principais razões para nossos clientes mudarem de marca, atualizando seus sistemas, sem aumentar custos, no faturamento da largura de banda dos links dedicados em seus sites bancários.

Essaimportante conquista na Nicarágua logo começou a se expandir para outros países da região, como El Salvador, Guatemala, Honduras, Panamá, República Dominicana e Porto Rico, consolidando assim a Hanwha Techwin como líder no setor bancário vertical da região.

SOBRE HANWHA TECHWIN

A Hanwha Techwin oferece soluções de vigilância por vídeo para atender às necessidades atuais e futuras dos profissionais de segurança. A experiência acumulada ao longo de mais de 30 anos em tecnologias de processamento óptico e de imagem nos permitiu garantir uma posição de liderança no campo de soluções de segurança, desenvolvendo e fabricando sistemas de segurança de ponta na Coréia. Com a Wisenet, nossa marca líder, a Hanwha Techwin continuará a fortalecer seus investimentos em desenvolvimento e comercialização nos negócios de segurança para garantir crescimento futuro.